Tudo sobre transplante capilar

300317

O transplante capilar foi, por muito tempo, um recurso utilizado somente por homens, porém ultimamente as mulheres também têm aderido a este método para recuperação dos cabelos. As indicações para esse procedimento são para pacientes com diferentes graus de calvície e para melhorar a estética de cicatrizes no couro cabeludo.

O implante de cabelo é uma técnica cirúrgica em que pequenos enxertos de couro cabeludo com fios ou pequenos grupos de dois a três fios de áreas com mais cabelo são retirados e implantados nas partes da cabeça com pouco ou nenhum cabelo. A área de onde são retirados os fios para o implante é chamada de área doadora e normalmente é a parte lateral ou a parte de trás da cabeça.

Este procedimento pode ser acompanhado por um tratamento clínico para minimizar e, em alguns casos, controlar a queda de cabelo. As técnicas antigas de implante capilar utilizavam faixas largas de couro cabeludo e podiam ser percebidas com maior facilidade. Atualmente, os cirurgiões usam mini-enxertos e micro-enxertos por estes darem uma aparência mais natural aos fios implantados.

Os mini-enxertos e micro-enxertos possuem de dois a quatro fios em geral e os enxertos puncionados (em formato arredondado) tem de 10 a 15 fios. Esses enxertos são implantados em diversas sessões, com um intervalo de vários meses para que haja total recuperação entre cada sessão. Acredita-se que o resultado final do transplante capilar possa ser visto somente dois anos após iniciar o tratamento.

Normalmente, são enxertados de 150 a 300 fios em cada sessão, mas há cirurgiões que oferecem sessões em que são colocados por volta de tês mil fios. Os médicos que são contrários às mega sessões afirmam que pelo fato de os fios serem colocados muito próximos uns dos outros, eles tem menor sobrevivência.

Ao decidir fazer o transplante de cabelo, é importante procurar um médico para saber se no seu caso é realmente preciso fazer o implante e qual o tipo certo para sua necessidade.

 

Fonte:dicasdemulher